Aluguel residencial contratado recua 1,5% na cidade de São Paulo

16/04/2018

Percentual foi apurado nos últimos 12 meses pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) que, mensalmente, divulga a Pesquisa de Locação
O valor dos contratos de locação residencial assinados na cidade de São Paulo registrou queda de 1,5% no período de 12 meses (abril de 2017 a março de 2018), ao contrário do ocorrido no mesmo período do ano anterior (abril de 2016 a março de 2017), que contabilizou crescimento de 1,6%. 

As variações dos preços dos aluguéis também ficaram abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) de março de 2018 de 0,20% no acumulado de 12 meses, percentual bem abaixo dos 4,9% registrados no mesmo mês de 2017.

"Apesar de o cenário econômico continuar apontando para uma recuperação mais consistente do mercado, os preços dos aluguéis têm sido impactados por fatores como a baixa inflação e a trajetória de queda da taxa de juros. Ou seja, o ambiente ainda se mantém propício para a negociação de valores entre proprietários e inquilinos", afirma Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP. 

Em março, os preços das moradias com 3 dormitórios foram as que tiveram a maior retração, com queda de 1,6%, seguidas dos imóveis de 1 dormitório, que apresentaram redução de 0,5%. Os aluguéis das residências com 2 quartos mantiveram-se estáveis.

Os dados estão dispostos em faixa de valores por metro quadrado, por número de dormitórios e por estado de conservação. Por exemplo, um imóvel de 3 dormitórios na zona Norte, em bom estado, é alugado por valores entre R$ 19,42 e R$ 20,14 o metro quadrado. Uma moradia de 90 m2 nessa região tem sua locação entre R$ 1.747,80 e R$ 1.812,60. 

Nos bairros da área Sul - zona A, como Jardins, Moema e Vila Mariana, o valor do aluguel de imóveis com 3 dormitórios varia entre R$ 24,83 e R$ 32,27 o metro quadrado. Assim, um imóvel com área em torno de 150 m2 na região tem aluguel entre R$ 3.724,50 e R$ 4.840,50.

De acordo com a Pesquisa de Locação, as casas e os sobrados são alugados mais rapidamente que os apartamentos. O IVL (Índice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até que se assine o contrato de locação, indica que as casas e os sobrados foram alugados entre 17 e 42 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: 23 a 47 dias. O período médio de ocupação fica entre 17 e 43 dias.

Garantias locatícias

A modalidade mais usada é o fiador, que representou 46,5% dos contratos de locação firmados em março na cidade de São Paulo. Em seguida, estão o depósito caução (36,5%) e o seguro-fiança (17%). 

Mensalmente, a Pesquisa de Locação Residencial do Secovi-SP analisa dados históricos dos valores negociados por bairros. Neste mês, a região analisada é a Penha. De acordo com a pesquisa, os imóveis em bom estado de conservação, com vaga de garagem e contratados em março na Penha registraram um valor médio por metro quadrado de R$ 23,84 para unidades de 1 dormitório; R$ 21,06 para os imóveis de 2 dormitórios e de R$ 20,89 para as residências de 3 dormitórios.

Confira a íntegra da Pesquisa de Locação Residencial do mês de março/18.

Soluções imobiliárias em um click! Sem complicações, sem burocracia, na palma da sua mão! Seja bem vindo à uma nova experiência!

Klikey Serviços Imobiliários LTDA | CNPJ: 28.518.717/0001-49 | CRECI J31491

SecoviMagazine LuizaIBMStartup do MitHub